COLUNISTAS
 

ADARY OLIVEIRA - MAIS UM GOLPE CONTRA O NORDESTE
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA - REPIQUE DE ALTA
ARMANDO AVENA - O MINISTRO DA FAZENDA EM SALVADOR


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


PRESIDENTE DO SEBRAE - GUILHERME AFIF DOMINGOS


SEU INVESTIMENTO
 


BITCOIN VOLTA A QUEBRAR RECORDE E ACUMULA VALORIZAÇÃO DE 1000% EM 12 MESES




FRASE DO DIA
 


“Eu sou o PRC – Partido de Rui Costa. Minha bandeira é a bandeira do governador. Se o partido que faço parte aderir o projeto antagônico, devo sair e procurar outra sigla”

Zé Trindade (PSL)
Vereador 









NOTÍCIAS - ECONOMIA / POLÍTICA
 
SANTANDER PERDEU DISPUTA POR R$ 50 MIL PARA ASSUMIR CONTA DA PREFEITURA
23/11/2017 11:22


 


O banco Santander perdeu a licitação para assumir as contas da prefeitura de Salvador por causa de R$ 50 mil, conforme publicação no Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira (23). O Bradesco, vencedor do certame, fez uma oferta de R$ 160,2 milhões, a título de contrapartida financeira, que será paga ao Executivo municipal em uma única parcela, até a data de assinatura do contrato. Já o Santander fez uma proposta de R$ 160,15 milhões.

Em 2013, o Bradesco também venceu uma licitação para o mesmo fim contra a Caixa Econômica Federal. Na ocasião, a instituição financeira arrematou o leilão com lance de R$ 120 milhões. O banco será responsável pelo pagamento da remuneração, proventos e benefícios dos servidores públicos (ativos e inativos), dos agentes políticos, dos pensionistas e dos estagiários todos da administração pública direta e indireta do município; além do pagamento aos fornecedores da prefeitura, inclusive os Fundos Especiais.



 



.......................................................................................................................................................................................................................



SHOPPINGS FUNCIONARÃO EM HORÁRIO ESPECIAL DURANTE A BLACK FRIDAY NESTA SEXTA
23/11/2017 11:16


 


Alguns shoppings de Salvador terão horário de funcionamento especial nesta sexta-feira (24), em razão da Black Friday. Confira as alterações: Salvador Norte Shopping: Abrirá mais cedo. As megalojas (Centauro, Luigi Bertolli e Ricardo Eletro), lojas-âncora (Casas Bahia, C&A, Le Biscuit, Lojas Americanas) e o Hiper Bompreço funcionam das 6h às 23h. As demais lojas e quiosques abrirão as portas às 8h e estende até 23h. Eletrônicos, utilidades para o lar, materiais esportivos e vestuário, praticamente todos os segmentos terão descontos de até 70% durante a Black Friday.

Salvador Shopping: O empreendimento também irá funcionar em horário diferenciado durante a Black Friday. As lojas-âncora (Americanas, Le Biscuit, Marisa, C&A, Riachuelo, Etna, Bompreço) estarão abertas desde as 6h da manhã. As demais lojas começam a funcionar às 8h e o shopping só encerra suas atividades às 23h. O centro de compras oferece descontos de até 70%. Shopping Paralela: Na sexta (24) e sábado (25), abre normalmente às 9h, mas funcionará até às 23h. Shopping da Bahia: Na sexta, o shopping ficará aberto das 7h às 23h. Os segmentos de vestuário, decoração, papelaria, eletro/eletrônicos e acessórios vão participar da Black Friday.

Shopping Bela Vista: As lojas, praças de alimentação e espaços de Lazer ficarão abertos das 8h às 23h. Já o SAC e as salas de cinemas do complexo Cinépolis funcionarão em horários independentes. Shopping Barra: O centro de compras abre às 8h e fecha às 23h. Várias lojas irão oferecer descontos que chegam a 80%.
 


 



.......................................................................................................................................................................................................................



EM NOVEMBRO, PRÉVIA DA INFLAÇÃO RECUA 0,03% NA RMS DE SALVADOR
23/11/2017 11:12


 


Em novembro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) ficou em -0,03% na Região Metropolitana de Salvador, numa leve deflação e bem abaixo da variação de outubro (0,64%) e do 0,23% registrado em novembro de 2016. O IPCA-15 da RM Salvador, em novembro, foi bem menor que a média do país (0,32%) e a segunda prévia da inflação mais baixa dentre as 11 regiões pesquisadas, acima apenas da Região Metropolitana de Fortaleza (-0,05%). Goiânia (1,62%), Região Metropolitana de São Paulo (0,44%) e Região Metropolitana de Porto Alegre (0,33%) tiveram as maiores variações do IPCA-15 no mês.

Com o resultado de novembro, no acumulado em 12 meses, o IPCA-15 da Região Metropolitana de Salvador ficou em 2,49%, voltando a desacelerar em relação aos 12 meses encerrados em outubro, quando havia chegado a 2,76%, e ficando abaixo da média nacional (2,77%). No ano de 2017, o índice acumula alta de 2,44%, mostrando leve desaceleração em relação aos 2,47% acumulados até outubro e voltando a ficar abaixo da média nacional (2,58%). O IPCA-15 da RM Salvador acumulado nos 11 meses deste ano (2,44%) é quase 1/3 do índice do mesmo período de 2016 (6,91%) e o menor acumulado de janeiro a novembro da série regional do IPCA-15, iniciada em 2012.

A tabela a seguir mostra os principais resultados do IPCA-15 de novembro para Brasil e cada uma das áreas pesquisadas. Com a maior deflação do país, alimentos e bebidas (-0,87%) foram principal influência para conter o IPCA-15 de novembro na RM Salvador. Dos nove grupos de produtos e serviços que formam o IPCA-15, só 3 tiveram reduções médias de preços em novembro, na Região Metropolitana de Salvador: Alimentação e bebidas (-0,87%); Artigos de residência (-0,91%) e Educação (-0,04%).

Com a maior deflação do país, os alimentos (-0,87%) foram os grandes responsáveis pela queda do IPCA-15 de Salvador no mês, com influência forte da redução dos preços médios da alimentação do domicílio (-1,34%). Os alimentos têm o maior peso nas despesas familiares da região metropolitana (quase 30,0%), por isso qualquer movimento do grupo tem grande impacto no índice geral de preços.
 
Nos primeiros 15 dias de novembro, alimentos importantes no consumo diário das famílias tiveram fortes recuos de preços, como a farinha de mandioca (-8,71%), o açúcar cristal (-12,18%) e o feijão carioca (-24,74%), item que, individualmente, mais contribuiu para a leve queda do IPCA-15 da RMS no mês. Ainda assim, a alimentação fora de casa segue em alta (0,2%), com influência importante das refeições fora (almoço ou jantar), que tiveram aumento de 1,08% na prévia da inflação de novembro. 





.......................................................................................................................................................................................................................



POLÍCIA FEDERAL PRENDE EX-PREFEITO E EX-ASSESSOR DE DEPUTADO
23/11/2017 11:07


 


Um ex-prefeito da cidade de Ribeirão do Lago, sudoeste baiano, foi preso na manhã desta quinta-feira na operação Lateronis. Outros dois ex-prefeitos depuseram e foram liberados. A informação é da Polícia Federal que concedeu coletiva à imprensa em Vitória da Conquista. Ainda de acordo com a PF, ex-assessores de deputado também foram presos.

Agentes da PF cumpriram nove mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária, 13 mandados de medidas cautelares e 41 de busca e apreensão na Bahia e em Minas Gerais. A operação conta com a participação de 160 policiais federais e 16 auditores da CGU.

A ação da PF ocorreu em Barra do Choça, Cândido Sales, Condeúba, Encruzilhada, Ribeirão do Largo, Gandu, Itambé, Jequié, Piripá, Vitória da Conquista, Tanhaçu, Ipirá, Salvador, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e Formosa do Rio Preto.

A Operação Lateronis tem objetivo de combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da educação no centro-sul baiano. Um grupo formado por políticos e empresários locais, além de servidores, fraudava licitações, principalmente em contratos na área de educação, para desviar recursos públicos. Os contratos fraudados somam cerca de R$ 132 milhões, dos quais R$ 45 milhões teriam sido desviados.


 



.......................................................................................................................................................................................................................



RUI NÃO CONFIRMA E NEM DESMENTE JOÃO LEÃO NA CHAPA DE 2018
23/11/2017 10:53



O governador Rui Costa (PT) desconversou sobre a possibilidade de João Leão (PP) permanecer como vice-governador na chapa majoritária em 2018. “Nós vamos conversar sobre chapa no ano que vem”, disse Rui.

Ainda no cenário político, há quem defende a candidatura de Jaques Wagner, secretário de Desenvolvimento Econômico, ao Senado. Outros acreditam que ele pode abrir mão para que haja uma melhor composição para evitar que os partidos aliados com densidade eleitoral não se sintam alijados do processo.

 



.......................................................................................................................................................................................................................



BOVESPA RECUA, DE OLHO EM ARTICULAÇÃO PARA PREVIDÊNCIA
23/11/2017 10:47


 
O principal índice da bolsa paulista operava em leve baixa no pregão desta quinta-feira (23), com as atenções voltadas para as negociações do governo do presidente Michel Temer para avançar a proposta de reforma da Previdência, em dia de feriado nos Estados Unidos, o que deve reduzir a liquidez no mercado local. Às 11h20, o Ibovespa caía 0,79%, a 73.944 pontos. (G1)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



ROMBO NAS CONTAS EXTERNAS É O MENOR EM 10 ANOS PARA OUTUBRO
23/11/2017 10:38


 
As contas externas registraram no mês passado, e no acumulado de janeiro a outubro, o melhor resultado em dez anos, segundo números divulgados pelo Banco Central nesta quinta-feira (23).  Somente em outubro, foi registrado um déficit de US$ 343 milhões no que foi o menor resultado negativo, para este mês, desde 2007 - quando o rombo somou US$ 216 milhões.

Na parcial dos dez primeiros meses deste ano, o déficit somou US$ 3,03 bilhões, também o mais baixo para o período em dez anos (de janeiro a outubro de 2007 houve um superávit de US$ 2,5 bilhões).

As transações correntes (contas externas) é formada pela balança comercial (comércio de produtos entre o Brasil e outros países), pelos serviços (adquiridos por brasileiros no exterior) e pelas rendas (remessas de juros, lucros e dividendos do Brasil para o exterior).

Para todo o ano de 2017, o Banco Central estima um déficit em transações correntes de US$ 16 bilhões. No ano passado, o rombo das contas externas somou US$ 23,5 bilhões, melhor resultado para um ano fechado desde 2007. (G1)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



GASTO DE BRASILEIROS NO EXTERIOR SOBE 15%; MAIOR VALOR PARA OUTUBRO EM 3 ANOS
23/11/2017 10:26



Os gastos de brasileiros no exterior cresceram 15,2% em outubro deste ano, para US$ 1,63 bilhão, informou nesta quinta-feira (23) o Banco Central. No mesmo mês de 2016, as despesas de brasileiros no exterior somaram US$ 1,42 bilhão. No mês passado, as despesas também foram as maiores para outubro desde 2014 (US$ 2,11 bilhões).

Os gastos de brasileiros lá fora crescem em um período no qual o dólar está mais comportado. Em outubro do ano passado, o dólar estava cotado a R$ 3,15, contra um patamar ao redor de R$ 3,25 no mesmo período deste ano.

Além disso, a moeda norte-americana também ficou mais baixa no decorrer de 2017. Em 2016, entre janeiro e agosto, a cotação da moeda variou entre cerca de R$ 4 e R$ 3,20. Neste ano, a variação é bem menor: a moeda começou cotada por volta de R$ 3,27, chegou a R$ 3,30 ao final de junho, após tensões políticas, e baixou para R$ 3,15 no fim de agosto.

No acumulado dos dez primeiros meses deste ano, ainda de acordo com dados do BC, as despesas de brasileiros no exterior somaram US$ 15,78 bilhões, com aumento de 32,6% em relação ao mesmo período do ano passado - quando somaram US$ 11,9 bilhões. (G1)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



DÓLAR SOBE ANTE REAL COM FERIADO NOS EUA
23/11/2017 10:13



O dólar iniciou a quinta-feira (23) com queda ante o real, em dia de volume reduzido com feriado nos Estados Unidos e atento às negociações do governo para pôr em votação a reforma da Previdência. No entanto, duas horas mais tarde, a cotação da moeda já estava subindo.

Em jantar oferecido pelo presidente Michel Temer, o relator da proposta, deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA) apresentou a versão enxuta da matéria que mantém as regras de idade mínima para aposentadoria aprovadas em comissão especial da Câmara dos Deputados e reduz o tempo mínimo de contribuição para trabalhadores do regime geral. Às 10h50, o dólar subia 0,019%, e era cotado a R$ 3,2355 na venda, depois de terminar a véspera em baixa de 0,54%, a R$ 3,2349.  (G1)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



PETROBRAS ANUNCIA ALTA DE 1,90% NO PREÇO DA GASOLINA E QUEDA DE 0,30% NO DIESEL
23/11/2017 10:02


 
A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,90% no preço da gasolina nas refinarias e queda de 0,30% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir da sexta-feira, dia 24.
 
A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.
 
Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. (Estadão)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



IPCA-15 NO BRASIL EM NOVEMBRO FOI DE 0,32%
23/11/2017 09:51


 


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) foi de 0,32% em novembro e ficou 0,02 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de outubro (0,34%). O acumulado no ano está em 2,58%, inferior aos 6,38% do mesmo período de 2016. Esse foi o menor acumulado para um mês de novembro desde 1998 (1,52%). Já o acumulado nos últimos doze meses ficou em 2,77%, acima dos 2,71% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

A energia elétrica, do grupo Habitação (1,33%) foi o item com o maior impacto individual no índice de novembro. Com variação de 4,42% e 0,16 p.p. de impacto, as contas de luz responderam por metade do IPCA-15 de novembro. O novo valor do patamar 2 da bandeira vermelha entrou em vigor no dia 1º de novembro e passou a adicionar R$ 5,00 para cada 100kwh consumidos. O item ficou entre o 1,12% registrado na região metropolitana de Fortaleza e os 21,21% de Goiânia.

Ainda no grupo Habitação, o preço do gás de botijão subiu 3,30%, com impacto de 0,04 p.p. Regionalmente, as variações oscilaram entre 0,14% na região metropolitana do Rio de Janeiro e 9,44% na região metropolitana de Recife. A partir de 05 de novembro, a Petrobrás reajustou o preço dos botijões de 13kg nas refinarias em 4,5%, em média.

A taxa de água e esgoto (0,30%), também do grupo Habitação, refletiu os reajustes de 7,89% em São Paulo, a partir de 10 de novembro e de 4,33% em Fortaleza, em vigor desde 23 de setembro.
O grupo Transportes (0,27%) foi influenciado pela gasolina (variação de 1,53% e 0,06 p.p. de impacto) e pelo etanol (2,78% e 0,03 p.p.). No ônibus intermunicipal (0,45%), destaca-se a variação de 7,40% na região metropolitana de Porto Alegre, devido ao reajuste médio de 7,76%, em vigor desde 16 de outubro.

Por outro lado, as passagens aéreas vieram com queda de 10,10% e -0,04 p.p. de impacto, após alta de 7,35% em outubro. Nos demais grupos de produtos e serviços pesquisados, destacam-se os Artigos de residência (-0,35%), em razão da queda dos preços dos eletrodomésticos (-1,19%). O grupo Alimentação e bebidas apresentou queda de 0,25%. Belo Horizonte (0,33%), Rio de Janeiro (0,02%) e Brasília (0,01%) se destacaram, com variações positivas de um mês para o outro. As demais áreas ficaram entre -0,87%, da região metropolitana de Salvador e -0,19%, das regiões metropolitanas de São Paulo e Porto Alegre.

Para o cálculo do IPCA-15, os preços foram coletados no período de 12 de outubro a 13 de novembro (referência) e comparados com aqueles vigentes de 14 de setembro a 11 de outubro de 2017 (base). O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia. A metodologia utilizada é a mesma do IPCA, a diferença está no período de coleta dos preços e na abrangência geográfica.


 



.......................................................................................................................................................................................................................



INDÚSTRIA E COMÉRCIO AJUDARAM ECONOMIA A CRESCER NO 3º TRI, DIZ FGV
23/11/2017 09:40


 


A economia brasileira cresceu 0,1% no terceiro trimestre frente aos três meses anteriores. Foi o terceiro resultado positivo. Em setembro, na comparação com agosto, também houve crescimento de 0,1%, segundo dados do monitor do PIB-FGV, divulgados pela Fundação Getulio Vargas nesta quinta-feira (23). Os números já consideram ajustes sazonais.

A indústria de transformação e o comércio apresentaram os melhores resultados no trimestre, de acordo com o indicador. O setor de construção também cresceu 0,2% no período, após 10 trimestres de queda. Já a agropecuária recuou pelo segundo trimestre consecutivo, após resultado excepcional nos primeiros três meses do ano.

A FGV destacou que as estimativas do Monitor do PIB para o terceiro trimestre são excepcionais porque incorporam resultados definitivos divulgados pelo IBGE para o PIB de 2015, que foi corrigido de uma retração de 3,8% para queda de 3,5%. Em termos monetários, o PIB acumulado em 2017 até o mês de setembro, em valores correntes, alcançou 4,917 trilhões.

O investimento (Formação Bruta de Capital Fixo) apresentou o primeiro resultado trimestral positivo em 40 meses (desde abril de 2014), na comparação com o terceiro trimestre do ano anterior, com alta de 0,2%. O resultado foi freado pelo fraco desempenho da construção civil, que diminuiu 5,3%, apesar de estar em trajetória ascendente. Já o componente máquinas e equipamentos cresceu 9,7%.

O consumo das famílias cresceu 2,8% no terceiro trimestre em comparação com igual intervalo de 2016. Todos os bens de consumo apresentaram crescimento nessa comparação: o consumo de bens não duráveis cresceu 2,5%, o de semiduráveis 11,6%, e o consumo de duráveis 11,7%. A única taxa negativa foi a de consumo de serviços (-0,1%).




.......................................................................................................................................................................................................................



POR APOIO À PREVIDÊNCIA, TEMER PROMETE AUMENTAR REPASSES A MUNICÍPIOS
23/11/2017 09:31


 


O presidente Michel Temer prometeu, nesta quarta-feira (22) a governadores e prefeitos aumentar o repasse de recursos do Orçamento em troca de uma articulação política mais forte para a aprovação da reforma da Previdência. Aos Estados, ele garantiu uma compensação pelas perdas com a Lei Kandir que, em 1996, isentou de ICMS as exportações. Aos prefeitos, o presidente disse que vai liberar, em dezembro, uma verba extra de R$ 2 bilhões. Temer teve ontem um dia intenso. Começou negociando apoio do PSDB, com o senador Aécio Neves.

Reuniu governadores para um almoço no Alvorada. Na posse do novo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, fez um novo apelo pela aprovação da reforma. À tarde, encontrou prefeitos e, à noite, jantou com lideranças políticas. O governo corre contra o tempo para que a reforma passe pela Câmara até 15 de dezembro. Para aprovar o novo texto, precisa de 308 votos. A ideia é que governadores e prefeitos busquem apoio com parlamentares de suas bases eleitorais. O agrado prometido por Temer aos Estados virá por meio de um fundo, o Fex, que já existe e serve para compensar governos estaduais pela receita perdida com a Lei Kandir.

As regras de compensação nunca foram estabelecidas e os repasses a esse fundo são negociados anualmente - o que é sempre motivo de divergências. No Orçamento de 2018, o valor previsto para esse fim é de R$ 1,9 bilhão. Os Estados reivindicam, ainda, o repasse anual de R$ 39 bilhões, para recompor perdas da desoneração do ICMS nos últimos dez anos e fixar um cronograma de ressarcimento para o futuro. A proposta está em discussão no Congresso. O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), disse que a base aliada vai articular urgência para a votação da proposta. "O Romero (Jucá, líder do governo no Senado) e o Henrique (Meirelles, ministro da Fazenda) ficaram de ver o valor." Meirelles disse que vai examinar o pedido de aumento do Fex, mas alertou que é preciso garantir o cumprimento da meta fiscal em 2017 e 2018. Ele considerou "normal demandas nessa hora", mas afirmou que não é viável compensar os Estados em R$ 39 bilhões.
 



.......................................................................................................................................................................................................................



UNIÃO DOS VEREADORES DA BAHIA É A FAVOR DE PAGAMENTO DE 13º E FÉRIAS
23/11/2017 09:24


 


Presidente da União dos Vereadores do Brasil na Bahia (UVB-BA), a vereadora de Serrinha Edylene Ferreira (PR) disse em entrevista à Tribuna que acha justo que prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e secretários municipais tenham direito a receber 13º salário e 1/3 de férias, conforme liberou o Supremo Tribunal Federal (STF) em jurisprudência cujo acórdão foi publicado no final de agosto último.

“Acho justo. Tem parecer pronto no Supremo Tribunal Federal e o Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia também já adequou. As Câmaras vão agora precisar rever seu regimento e a lei orgânica do município. É uma vitória, porque vereador, prefeito e secretário trabalham como qualquer outro trabalhador”, disse a presidente da União dos Vereadores.

Ela afirmou que sua cidade, Serrinha, ainda não tem regulamentação para que os agentes públicos possam receber os proventos, mas que a Câmara Municipal já está articulando sua habilitação. “O presidente da Casa já está trabalhando para que a gente possa já receber no próximo ano”, afirmou a vereador Edylene Ferreira.

O procurador jurídico da UVB-BA, Dogival Neto, desmentiu em entrevista à Tribuna a informação de que há vereadores se movimentando para pedir o pagamento do benefício para anos retroativos. “Não temos conhecimento disso. O que deve acontecer é que as câmaras e as prefeituras que já podem receber os benefícios peçam seu pagamento proporcional a quatro meses deste ano, ou quatro 12 avos, referentes aos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro, pois o Supremo Tribunal Federal publicou o acórdão no final de agosto”, explicou Dogival Neto.

A Câmara Municipal de Salvador já se adequou e vai pagar os benefícios aos parlamentares neste ano. O presidente da Casa, vereador Léo Prates (DEM), disse à Tribuna que vai seguir o entendimento do TCM e vai pagar quatro 12 avos. “Preocupado até com futuras administrações da Câmara, nossa gestão vai pagar os quatro 12 avos proporcionais deste ano. As férias só serão pagas a partir de 24 de agosto de 2018, quando completará um ano da publicação do acórdão que o Supremo divulgou em 24 de agosto deste ano”, explicou Prates.
 




.......................................................................................................................................................................................................................



SENGE-BA REALIZA DEBATE SOBRE SOBERANIA NACIONAL, ENGENHARIA E TECNOLOGIA
23/11/2017 09:13


 


Acontece nesta quinta-feira (23), ás 19h30, na Escola Politécnica da Ufba (Auditório Leopoldo Amaral), o debate sobre Soberania Nacional, engenharia e tecnologia. O evento promovido pela Senge -BA, terá como palestrante o ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação Aldo Rebelo, abordando o tema “Conjuntura e Soberania Nacional e os impactos na Engenharia e Tecnologia”.

A palestra é a segunda relacionada ao projeto SOS Brasil Soberano que teve seu primeiro evento na última sexta-feira (27), e contou com a presença de Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde e Relações Institucionais. O evento acontece em parceria com a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) e Sindicato dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (Apub Sindicato) e conta com o apoio do Crea-BA, Senge Estudante e Sindipetro-BA. A palestra é a segunda relacionada ao projeto SOS Brasil Soberano.

Momento antes do evento, Rebelo estará na sede do Crea- BA em reunião com entidades de classe e lideranças locais. O ex-ministro estará disponível para entrevistas e bate papo ao final da reunião. O palestrante Aldo Rebelo, eleito diversas vezes Deputado Federal do estado de São Paulo, é alagoano e jornalista. O ex-ministro, iniciou sua carreira política nos movimentos estudantis na Universidade Federal de Alagoas e tornou-se presidente da União Nacional dos Estudantes em 1980.

 


.......................................................................................................................................................................................................................



TEMER ANUNCIA LIBERAÇÃO DE R$ 2 BI PARA MUNICÍPIOS
23/11/2017 09:13


 


O presidente Michel Temer anunciou hoje (22) à noite a liberação de um auxílio financeiro de R$ 2 bilhões ainda em dezembro para os municípios brasileiros. A notícia foi dada a uma comissão de prefeitos liderada pelo presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, em evento com a participação de deputados federais e ministros. Atendendo pedido de Temer, os prefeitos prometeram trabalhar pela aprovação da reforma da Previdência.

Durante o evento, Temer destacou a força política dos prefeitos e disse que, no próximo ano, se a economia melhorar, mais R$ 2 bilhões serão liberados. “Vocês, trabalhando em favor da Previdência, junto aos deputados, vão permitir que, no ano que vem, quando vocês vierem para a marcha [Marcha dos Prefeitos], nós possamos talvez anunciar esses R$ 2 bilhões que estou mencionando. E se a economia melhorar sensivelmente, quem sabem mais”, afirmou o presidente.

O presidente da CMN disse que a posição pela aprovação da reforma da Previdência é uma questão técnica. “Temos uma pauta comum entre União e estados, que é a reforma da Previdência, onde estamos empenhados em que seja aprovada. Logicamente que respeitamos a diversidade. Respeitamos a posição de quem pensa diferente, mas a ampla maioria está lutando e nós estamos engajados na questão da Previdência”, disse Ziulkoski. Ele fez um apelo aos prefeitos para “afinar bem a viola e dar base para o deputado ou senador votar a reforma da Previdência”.

Quando prometeu mais recursos aos prefeitos, Temer lembrou que as reformas, em seu conjunto, vão deixar os Entes Federativos mais fortes. “Vocês têm visto que essas últimas reformas, nestes últimos cinco meses, os dados são extremamente positivos”, afirmou. Por isso, garantiu que, “se a Previdência for aprovada, a economia vai dar um salto; se a economia der um salto, e aqui não se trata de afirmação política, mas de uma afirmação econômica, nós podemos também dar, no mínimo, mais R$ 2 bilhões para os municípios”.



 



.......................................................................................................................................................................................................................



NÚMERO DE AÇÕES JUDICIAIS DISPARA NA VÉSPERA DA MUDANÇA DA LEI TRABALHISTA
23/11/2017 08:42


 
A quantidade de novos processos na Justiça do Trabalho disparou no dia anterior à reforma que mudou vários pontos da lei trabalhista. A nova legislação entrou em vigor no dia 11 de novembro. Apuração feita pelo G1 e pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) mostra que houve um pico de processos ajuizados na reta final da antiga lei, no dia 10 de novembro, uma sexta-feira.

No Rio de Janeiro, por exemplo, as varas do trabalho receberam 10.740 processos na véspera da nova lei, contra 613 queixas nos três dias seguintes, somados, quando a reforma já estava em vigor. Enquanto, na Bahia foram recebidos 6.223 processos na véspera da nova lei.

No entanto, a Justiça do Trabalho não tem um único entendimento sobre a nova lei trabalhista. Não está claro, por exemplo, se a nova legislação vai valer também para os processos ingressados antes do dia 11 de novembro.

 



.......................................................................................................................................................................................................................



JOAQUIM BARBOSA E LULA EMPATAM EM 2º LUGAR EM PESQUISA SOBRE ELEIÇÕES
23/11/2017 08:34



Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos indica que a aprovação ao nome de Luciano Huck passou de 43% em setembro, para 60% em novembro. Já a desaprovação caiu de 40% para 32% no mesmo período. Depois de Huck, aparece Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 43% de avaliação positiva e 56% de negativa. As taxas do ex-presidente estão em tendência de melhora paulatina desde junho. A eventual candidatura de Lula, porém, depende da Justiça - uma condenação em segunda instância pode inviabilizar legalmente sua participação na campanha. 

Em empate técnico com Lula está o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, que foi convidado pelo PSB a disputar a Presidência, embora nunca tenha manifestado em público essa intenção. Barbosa tem 42% de aprovação.
 
Marina Silva (Rede) apresentou oscilação de 36% para 35% em sua avaliação positiva nos últimos dois meses. A desaprovação subiu de 51% para 56%. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a perder apoio na opinião pública: sua avaliação negativa subiu de 56% para 63%. A taxa de aprovação ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou de 22% para 24%.
 
Já o juiz Sérgio Moro, titular da 13ª Vara Federal de Curitiba e conhecido por sua atuação no julgamento de acusados da Operação Lava Jato, foi aprovado por 50% dos entrevistados neste mês. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 



.......................................................................................................................................................................................................................



APROVAÇÃO A LUCIANO HUCK CRESCE 17 PONTOS, AFIRMA IPSOS
23/11/2017 08:23



O apresentador de televisão Luciano Huck, cujo nome tem circulado como possível candidato à Presidência da República, teve melhora significativa de imagem nos últimos dois meses. Segundo a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, a aprovação ao nome de Huck apresentou um salto de 17 pontos porcentuais desde setembro, passando de 43% para 60%. Já a desaprovação caiu de 40% para 32% no mesmo período.
 
A pesquisa Ipsos não é de intenção de voto. O que os pesquisadores dizem aos entrevistados é o seguinte: "Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País".
 
"Não me surpreende que Luciano Huck tenha melhorado em aprovação", disse Danilo Cersosimo, diretor do Ipsos. "Esse salto tem muito a ver com o fato de seu nome ter sido cogitado como candidato e de ele próprio ter dado indícios de que gostaria de concorrer. Mas o ponto é se isso vai se converter em votos. Se a eleição fosse hoje, ele teria um desempenho razoável, mas não esse cacife todo."
 
Para Cersosimo, por mais que Huck seja simpático para uma parcela considerável da opinião pública, seus indicadores de aprovação não diferem muito dos de outras celebridades televisivas. "As pessoas estão avaliando um Luciano Huck que aparece há 15 ou 20 anos na televisão", observou o diretor do Ipsos. "Ele não tem a imagem desgastada por embates políticos, ainda não foi testado em um debate, por exemplo." (Estadão)

 



.......................................................................................................................................................................................................................



MONITOR DO PIB DA FGV APONTA ALTA DE 0,1% NO 3º TRIMESTRE
23/11/2017 08:13



O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,1% em setembro ante agosto, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), por meio do Monitor do PIB. No terceiro trimestre, o avanço foi também de 0,1% em comparação ao segundo trimestre do ano.
 
"No mês de setembro, a economia continuou a crescer e no terceiro trimestre completaram três trimestres de taxas positivas na série com ajuste sazonal. Nessa comparação, a agropecuária após um primeiro trimestre espetacular, apresentou no segundo e terceiro trimestres taxas de variação negativas, enquanto a indústria e os serviços foram positivos. A indústria de transformação e o comércio apresentam os melhores resultados. Surpreende a taxa positiva (0,2%) da Construção após dez trimestres de resultados negativos", avaliou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB, em nota oficial.
 
Em relação a agosto do ano passado, o PIB subiu 1,3% em setembro de 2017, a quinta taxa positiva consecutiva. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o PIB apresentou crescimento também de 1,3% no terceiro trimestre. Os destaques foram os desempenhos positivos da agropecuária (10,2%), da transformação (3,3%), do comércio (5,3%) e dos transportes (3,6%). A construção teve significativa retração, de -6,4%, enquanto os serviços de informação recuaram 4,9%. O PIB acumulado em 2017 até o mês de setembro totalizou R$ 6,266 trilhões em valores correntes. (Estadão)

 



.......................................................................................................................................................................................................................




Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3565 - 2888